Criação de caprinos de corte – características

O mercado de carnes do Brasil tem passado por profundas transformações nos últimos anos, com um forte crescimento da presença das carnes de suínos e aves, que passaram a ocupar um espaço de destaque para o consumidor em geral. A produção de leite de cabras tem se mostrado uma atividade bem

Hábitos alimentares, ambiente, comportamento, reprodução e características fisiológicas dos caprinos de corte

  O calor, o sol forte e a presença de parasitas internos e externos, típicos das pastagens tropicais, não representam problemas para os caprinos

O mercado de carnes do Brasil tem passado por profundas transformações nos últimos anos, com um forte crescimento da presença das carnes de suínos e aves, que passaram a ocupar um espaço de destaque para o consumidor em geral. A produção de leite de cabras tem se mostrado uma atividade bem estabelecida no país. Em qualquer região podem ser encontrados criatórios e, também, agroindústrias de processamento do leite, responsáveis pela elaboração de inúmeros produtos, desde o leite “in natura”, em pó, até os queijos finos e outros derivados, comercializados, inclusive, em grande escala e de forma constante, em grandes redes de supermercados.

Características

Hábitos alimentares

O principal aspecto a destacar é a capacidade de pastejo típica dos caprinos, de andar muito em busca de alimentos, consumir grande variedade de alimentos e ser muito seletivos no pastejo, buscando, entre as diversas espécies de vegetais, aquelas que apresentam melhor qualidade nutricional e melhor palatabilidade.

Esses animais utilizam como alimento qualquer porção das plantas forrageiras, seja folhas, brotos e ramos, de espécies dos variados portes, herbáceas, arbustivas ou arbóreas. Podem se alimentar também de capins, fenos, silagens, tubérculos e concentrados, ou seja, aceitam uma ampla variedade de vegetais. Essa facilidade de adaptação a uma grande variedade de alimentos determina que os caprinos tenham certa facilidade em se adaptar às mais diferentes condições climáticas, podendo ser criados em regiões temperadas, semiáridas ou superúmidas.

Ambiente

O calor, o sol forte e a presença de parasitas internos e externos, típicos das pastagens tropicais, não representam problemas para os caprinos. Pelo contrário, esses animais se mostram altamente adaptados a essas condições ambientais, o que lhes dá uma tremenda vantagem na criação em regiões tropicais.

Comportamento

Os caprinos são animais de pequeno porte e de comportamento muito dócil, sendo raríssimos os casos de agressividade. Por isso, requerem pouca mão de obra em seu manejo, são muito maleáveis, fáceis de serem conduzidos e contidos. Um homem é capaz de manejar cerca de 50 cabras, com facilidade. Essas características de docilidade também determinam que as instalações utilizadas no manejo possam ser mais simples, de menor porte que as usadas com bovinos, por exemplo.

Reprodução

Em termos reprodutivos, Cristiane Leal dos Santos, coordenadora do Curso Criação de Caprinos de Corte, elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, afirma que os caprinos são altamente prolíficos. Em média, podem ser obtidos aproximadamente 1,3 partos/ano, com a ocorrência de uma a duas crias por parto. Essa prolificidade, e ainda o fato de que a idade reprodutiva é alcançada com apenas 6-7 meses de idade entre as fêmeas, e 5-6 meses de idade entre os machos, fazem com que um rebanho de caprinos possa evoluir rapidamente.

Características fisiológicas

Confira as principais características fisiológicas dos caprinos:

  • Temperatura corporal: 38,5 a 39,5 graus Célsius.
  • Frequência respiratória: 12 a 20 vezes por minuto.
  • Pulsação: 70 a 80 batimentos por minuto.
  • Duração média da gestação: 150 dias.
  • Duração do ciclo estral: 20 a 21 dias.
  • Duração do cio: 1 a 4 dias.

Equipe de Redação 19-06-2013 Criação de Caprinos

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.