Criação de Minhocas e produção do minhocário

O local de instalação do minhocário deve permitir facilmente o seu acesso para a colheita e transporte do húmus e das minhocas

A minhocultura é uma atividade se integra com grande facilidade à agricultura orgânica. A agricultura orgânica é o termo que empregamos para designar o sistema de produção agrícola ecológico e sustentável, baseado na preservação e no respeito à terra, ao ambiente e ao homem, em condições trabalhistas, econômicas e sociais justas.

É justamente auxiliando o produtor rural a conseguir a tão sonhada sustentabilidade, que a criação de minhocas pode vir a participar da tecnologia de processo da produção orgânica. A sustentabilidade é a tentativa de minimizarmos a entrada de recursos vindos de fora da propriedade, e a integração é o que possibilita a sua viabilização.

Minhocário

O local de instalação do minhocário deve permitir facilmente o seu acesso, tanto para abastecimento com o substrato, quanto para a colheita e transporte do húmus e das minhocas. Deve-se também ter água em quantidade e com qualidade para o umedecimento do substrato.

Os canteiros são os locais onde as minhocas são criadas. Eles podem ser construídos com diversos materiais, o ideal é que você utilize o que existe em sua região e que seja de mais baixo custo. Com relação ao tipo de canteiro, podemos classificá-los basicamente em dois grupos: os tradicionais e os ecológicos. Em ambos, o recomendado é adotar dimensões padrão de 1,00 – 1,10m de largura, 0,30-0,40 m de altura e comprimento variável. O que difere os canteiros tradicionais dos ecológicos é o tipo de parede, o piso e o modo de construção.

Como preparar o canteiro para recepção das minhocas Caso haja problemas com sanguessugas, um dos predadores das minhocas, podemos adicionar uma fina camada de cal no fundo do canteiro.

O substrato que irá receber as minhocas deve apresentar umidade adequada, em torno de 75%. Na prática, essa umidade é verificada através de um teste simples: deve-se pegar um punhado do composto no terço médio do canteiro e apertá-lo na mão; se escorrer água, a umidade está em excesso e é preciso descobrir o canteiro para auxiliar na evaporação do excesso de água. Se apenas umedecer as mãos e escorrer uma gota entre os dedos, a umidade está ideal. Se não umedecer as mãos, é necessário irrigar o substrato.

Segundo Fabrício Rossi, coordenador do Curso Criação de Minhocas para Produção de Farinha, Húmus e Matrizes, produzido pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, “em um canteiro com 40 centímetros de altura, cabem em torno de 150 kg de composto por metro quadrado. O recomendado é a produção de 300 kg/m2, 150 para preenchimento do canteiro e 150kg para reserva”. Encontre mais informações acessando o site CPT – www.cpt.com.br .

Equipe de Redação 31-10-2011 Pequenas Criações

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.