Como abrir e operar uma sorveteria

Como mudar a ideia que sorvete é apenas uma guloseima do verão

Como montar uma sorveteria

O Brasil está entre os países com menor consumo de sorvete por pessoa. Isso indica que temos um grande potencial de mercado, permitindo a entrada de novos empresários no setor, com grandes chances de sucesso.

O baixo consumo de sorvete no país se explica pela concepção generalizada de que sorvete é apenas uma guloseima fria, boa somente para os dias de calor. Por isso, um dos grandes desafios dessa atividade é a sazonalidade, com pico de vendas no verão, quando a produção é quase triplicada, e acentuada queda no inverno. Criatividade é a palavra de ordem nesse empreendimento. Em muitos locais, sorveterias já tem se adaptado a receitas quentes. Os pratos do inverno combinam sorvete com cremes de frutas e bolos quentes, drinks que se associam à cachaça e ao licor e outras delícias como coco queimado, paçoquinha e torrone de chocolate.

Atualmente, a ABIS - Associação Brasileira das Indústrias de Sorvetes, que reúne os fabricantes de sorvete do Brasil, tem como meta fazer com que o alimento seja visto pelos consumidores como um nutricionalmente rico, que pode ser consumido em qualquer época do ano, como acontece em outros países. Existe, também, o empenho para abrir novos mercados que permitam o crescimento do setor, pelo aumento do consumo. Para isso, devem ser feitas campanhas promocionais e melhoria dos padrões de qualidade do produto.

No curso “Como Montar e Operar uma Sorveteria”, elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, são apresentados todos os passos de produção para sorvetes de vários sabores. A coordenação técnica e científica deste trabalho ficou a cargo do professor Ronaldo Santana Oliveira, analista de marketing, com grande experiência no segmento de sorveteria.

http://www.youtube.com/watch?v=DgQz_sR_2z8

Marconi Vieira 30-03-2010 Como Montar

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.