Como construir e operar um terreiro-secador de café

Com a secagem adequada, o café pode ser armazenado por um período de tempo maior

Construção e operação de terreiro-secador de café

Em decorrência de suas condições naturais, o Brasil possui um grande potencial de exploração de diversas culturas. Esse fato, associado ao aumento das áreas plantadas e à introdução de novas tecnologias nas fazendas brasileiras, tem contribuído para que, a cada ano, a nossa produção agrícola seja significativamente superada.

Entretanto, o mercado agrícola vem se tornando cada vez mais competitivo e, por isso, o agricultor, além de se preocupar com o aumento de sua produção, também deverá dar a devida importância à qualidade final dos produtos que irá comercializar.

No que se refere ao processo de armazenagem, cada produto exige uma umidade ideal para ser estocado. No caso do café, essa umidade é sempre inferior àquela em que ele se encontra no momento da colheita. Assim, para que o produto alcance o valor recomendado para o seu armazenamento, será necessário submetê-lo ao processo de secagem artificial.

Após a secagem, o café poderá ser guardado por um período de tempo relativamente longo. Isso permitirá ao agricultor comercializar na entressafra, obtendo melhores preços e contribuindo com a regularização do mercado, além de outras vantagens.

O curso “Construção e Operação de Terreiro-Secador de Café”, elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, apresenta todas as informações necessárias para a produção de qualidade, reduzindo o tempo de secagem a um quarto do tempo convencional. A coordenação técnica e científica deste trabalho ficou a cargo do professor Juarez de Souza e Silva, doutor em engenharia agrícola, especialista em secagem e armazenagem de grãos da UFV - Universidade Federal de Viçosa.

http://www.youtube.com/watch?v=wq2pRoDaLdU

Marconi Vieira 07-04-2010 Cafeicultura

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.