Técnicas de cultivo e resinagem de pinus

A resinagem pode apresentar rentabilidade superior à produção de madeira em algumas regiões

A adoção da resinagem nos planos de manejo é uma forma de antecipação de receitas para o empreendimento florestal. O cenário geral brasileiro do setor dos produtos resinosos está muito bem colocado no panorama mundial. Nos últimos anos, verificou-se um rápido crescimento da produção e das exportações, que não parece ter sido percebido pelo público geral. O Brasil é, atualmente, o país com a segunda produção mundial, logo depois da China.

Do pinus nada se perde. Além da resina, que pode ser coletada durante dez anos, o tronco, abatido aos 30 anos, fornece madeira para vigas, caibros, móveis, aglomerados e celulose para a fabricação de papel. A extração é feita da seguinte forma: raspa-se a casca da árvore a 18 centímetros do solo, numa área de 60 cm de altura por 15 a 20 cm de largura; ali são feitas estrias por onde escorrerá a resina até sacos plásticos, fixados com grampos, e que levam dois meses para encher. A cada 15 dias, a árvore recebe novos cortes na casca até o lenho para ativar os canais de resina, no qual é aplicada uma pasta ácida, para impedir a cicatrização das veias e permitir que a extração continue sendo executada.

A exploração da resina, além de antecipar as receitas para o proprietário florestal e gerar empregos diretos, contribui, também, para a fixação do homem no meio rural. O caso da resinagem, no Brasil, apresenta vantagens em nível das produtividades do pinheiro, uma vez que o clima oferece condições ótimas para a produção “in natura” da resina.

O curso “Cultivo e Resinagem de Pinus”, elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, apresenta informações sobre a implantação e o manejo de uma floresta de pinus e as técnicas utilizadas para a resinagem. A coordenação técnica deste trabalho ficou a cargo do professor Laércio Couto, Ph.D. em ciência florestal, do Departamento de Engenharia Florestal da UFV - Universidade Federal de Viçosa.

http://www.youtube.com/watch?v=oea_XnZjacQ

Marconi Vieira 06-04-2010 Produtos Florestais

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.