Plantio de seringueiras por hectare

Plantio de seringueiras por hectare. Em média, são plantadas 476 seringueiras por hectare - com espaçamento de 7 metros entre linhas e 3 metros entre plantas.

Em média, são plantadas 476 seringueiras por hectare - com espaçamento de 7 metros entre linhas e 3 metros entre plantas

Plantio de seringueiras por hectare

"O cultivo de seringueira para extração de borracha natural tem se tornado uma ótima opção de renda para os produtores, pois pesquisas realizadas indicam um mercado crescente e promissor", afirma Adonias de Castro Virgens Filho, professor do Curso a Distância CPT Cultivo de Seringueira para Produção de Borracha Natural, disponível nos formatos em Livro+DVD e Online.

Por ser a mais produtiva e possuir látex de alto padrão de qualidade, a seringueira Hevea brasiliensis é a preferida dos produtores brasileiros. Ela pode chegar a 30 metros de altura e sua produtividade ocorre de 30 a 35 anos.

O cultivo deve ser realizado preferencialmente em regiões com altitudes de até 600 metros, em solos de textura leve, bem drenados e com pH entre 4,5 e 5,5. A propagação ocorre por enxertia, por meio de clones vigorosos e com alto potencial produtivo.

No manejo das seringueiras, deve ser realizada a desbrota dos ramos ladrões do porta-enxerto, assim como a poda das ramificações laterais da haste. Em geral, são feitas duas adubações e até quatro capinas por ano, além de tratamento fitossanitário.

No Brasil, o plantio de seringueiras concentra-se em São Paulo - o equivalente a 56% da produção nacional. Só em São José do Rio Preto (SP) a produção chega a 25% do total de seringueiras cultivadas no país.

Em média, são plantadas 476 seringueiras por hectare - com espaçamento de 7 metros entre linhas e 3 metros entre plantas. O início da exploração do seringal ocorre após 7 anos do plantio (tempo médio adotado na região de São Paulo).

Para avaliar o momento certo para a extração do látex (borracha), deve-se medir o perímetro do tronco - o ideal é que ele meça mais de 50 cm. É importante ressaltar que a medida deve ser feita a um metro e meio do solo.

Outro procedimento comum é medir com o taquímetro a casca da seringueira - o ideal é que a espessura seja de 6 mm para iniciar a sangria. O mais recomendado para a exploração do látex é realizar a sangria a cada 4 dias.

Em outras regiões produtoras, como na Bahia, as técnicas de cultivo e manejo do seringal são semelhantes. Entretanto, o produtor deve escolher o clone da planta que melhor se adequa ao clima da região, assim como o melhor espaçamento entre linhas e entre plantas.

Fontes: Globo Rural e Iapar.

Andréa Oliveira 16-11-2016 Produtos Florestais

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.