Biofertilizante contém nutrientes que dejetos possuíam antes de serem processados

As características desse produto o tornam o substituto ideal para os adubos químicos

Curso de Construção e Operação de Biodigestores - Biofertilizantes

A parte do material que se encontra no interior da câmara de biodigestão, e que já foi processado, será deslocada para a caixa de descarga no momento que o sistema for reabastecido com nova carga e, posteriormente, será retirada do aparelho. Esse material extraído é chamado biofertilizante.

O biofertilizante pode ser aproveitado, de maneira muito eficiente, como fertilizante natural para realizar adubações de lavouras, pois se trata de um produto de excelente qualidade. Quando utilizado corretamente, praticamente não polui o ambiente, além de possuir características minerais adequadas para o desenvolvimento das plantas.

O professor Jorge de Lucas Júnior, coordenador técnico do curso Construção e Operação de Biodigestores, elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, ainda acrescenta, “como as perdas ocorridas durante o processo de biodigestão são mínimas, o biofertilizante é muito rico em matéria orgânica, e possui todos os nutrientes que os dejetos possuíam antes do processamento.”

Sendo assim, podemos dizer que as características desse produto o tornam o substituto ideal para os adubos químicos, que poluem o meio ambiente e deixam resíduos tóxicos no solo e nas plantas, que podem ser muito prejudiciais à saúde do homem.

A aplicação nas lavouras pode ser feita na fertirrigação, por meio da aspersão, ou a lanço, com o uso de chorumeiras tratorizadas.

http://www.youtube.com/watch?v=KxZ8JdL26e0

Marconi Vieira 03-01-2011 Energia Alternativa

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.