A importância nutricional do iogurte

A importância nutricional do iogurte. Além das vitaminas do complexo B, o iogurte apresenta cálcio, magnésio e potássio em sua composição.

As vitaminas e os minerais contidos no iogurte são assimilados mais facilmente pelo organismo do que quando ingerimos leite

A importância nutricional do iogurte

"O iogurte vem da fermentação do leite pela ação de bactérias (lactobacilos). Trata-se de um produto lácteo, com melhor digestibilidade, excelente no combate de infecções intestinais dentre outros benefícios. Além disso, proporciona uma melhor assimilação de determinados componentes do leite, como lactose e proteínas, essenciais ao organismo. Na verdade, ele é seis vezes mais digerível que o leite", afirma Célia Lúcia de Luces Fortes Ferreira, Doutora em Food Science e professora do Curso a Distância CPT Produção de Iogurte, Bebida Láctea, Doce de Leite e Requeijão Cremoso, em Livro+DVD e Online, da Área Laticínios.

Segundo estudo divulgado no "British Journal of Nutrition", as vitaminas e os minerais contidos no iogurte são assimilados mais facilmente pelo organismo do que quando ingerimos leite. Além das vitaminas do complexo B, o iogurte apresenta cálcio, magnésio e potássio em sua composição. No caso do iogurte natural, 100 gramas da porção apresentam apenas 63 calorias, o que é excelente para quem está em dieta.

Mas qual a importância nutricional do iogurte para o ser humano?

Regula a flora intestinal

Os lactobacilos do iogurte são probióticos, ou seja, auxiliam na composição da flora intestinal e facilitam a absorção de vitaminas e minerais. Além disso, eles promovem o bom funcionamento do intestino, previnem a síndrome do intestino irritável, evitam a prisão de ventre e diarreia, assim como impedem a formação de gases e o surgimento de doenças inflamatórias intestinais.
Outro benefício é a prevenção de câncer no cólon.

Regula a pressão arterial

De acordo com um estudo publicado no "Journal of Clinical Nutrition", o consumo de iogurte com baixo teor de gordura - pelo menos duas vezes por dia, regula a pressão arterial. Com isso, há menores chances de o indivíduo desenvolver hipertensão, o que impede a ocorrência de infarto e AVC. O potássio contido no iogurte permite o equilíbrio dos níveis de sódio no organismo, o que diminui a pressão arterial.

Previne osteoporose

A presença de cálcio no iogurte auxilia no fortalecimento do tecido ósseo, o que ajuda na prevenção de osteoporose. Como o teor do mineral é variável em alguns laticínios, muitos fabricantes adicionam vitamina D nos iogurtes. Isso potencializa a absorção do cálcio pelo intestino. Daí ser muito importante observar os rótulos dos produtos lácteos para verificar o teor de vitaminas e minerais.

Controla a glicemia

Os probióticos do iogurte controlam o nível de glicose no sangue. Isso porque eles consomem o açúcar e o transforma em ácidos graxos de cadeia curta. Estes últimos são utilizados na produção de energia das células do intestino grosso. No processo, parte da glicose produzida deixa de ser absorvida pelo organismo, o que reduz a sua quantidade na corrente sanguínea. Por isso, muitos médicos recomendam o consumo de iogurte diet e light por diabéticos.

Fonte: Mundo Boa Forma.

Confira o artigo "Passo a passo da fabricação de iogurte, bebida láctea, doce de leite e requeijão cremoso" e aprimore ainda mais o seu conhecimento.

Andréa Oliveira 14-09-2017 Laticínios

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.