Aprenda a produzir queijo minas padrão, prato e provolone

Esses três tipos de queijo são muito apreciados no Brasil

Produção de Queijo Minas Padrão, Prato e Provolone

O queijo minas padrão é de origem brasileira, sendo produzido nos mais diversos estados do país. Seu formato é cilíndrico, com faces planas, bordas retas e peso variando, geralmente, entre 0,8 e 1,2 kg. É muito consumido no café da manhã ou como sobremesa, com doces. Difere do queijo minas frescal por ser mais seco, firme, apresentando casca fina amarelada, coloração interna branco-creme, algumas olhaduras irregulares e sabor mais pronunciado, levemente ácido.

O queijo prato foi introduzido na região sul do estado de Minas Gerais por imigrantes dinamarqueses, por volta da década de 30. No Brasil, a tecnologia de fabricação foi adaptada às condições locais. É de grande popularidade, sendo fabricado em todas as regiões do país. Atualmente, seu consumo ocupa o segundo lugar, ficando atrás somente da mussarela. É obtido de leite pasteurizado, de massa macia, semicozida, de aspecto amanteigado e sabor suave, sendo prensado e maturado por, no mínimo, 60 dias.

O provolone tem origem italiana e é um dos queijos mais conhecidos em todo o mundo. No Brasil, é feito de diversas maneiras, usando-se tipos variados de fermentos. Quando se trabalha com leite pasteurizado, obtém-se provolone de padrão regular, mas, em geral, observa-se que o queijo elaborado com leite cru de boa qualidade e com o uso de soro-fermento se apresenta com sabor mais acentuado e consistência mais firme.

O curso "Produção de Queijo Minas Padrão, Prato e Provolone", elaborado pelo CPT - Centro de Produções Técnicas, apresenta todo o processo de fabricação desses três tipos de queijo. A coordenação técnica deste trabalho ficou a cargo da professora Célia Lúcia Ferreira, pesquisadora da UFV - Universidade Federal de Viçosa, PhD em ciência e tecnologia de alimentos, especialista em produção de queijos.

Após fazer o curso e ser aprovado na avaliação, o aluno recebe um certificado de conclusão emitido pela UOV - Universidade On-line de Viçosa, filiada mantenedora da ABED - Associação Brasileira de Educação a Distância.

O soro de leite é um produto originado da fabricação de queijos e apresenta proteínas e lactose como seus principais componentes. As proteínas do soro possuem alto valor biológico. A lactose pode ser fonte de material energético para diversos processos biotecnológicos, bem como componente utilizado na indústria farmacêutica e alimentícia.

http://www.youtube.com/watch?v=U2AlemkM_zc

Marconi Vieira 24-03-2011 Laticínios

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.