Como é feito o processamento da mandioca

 

Os produtos derivados da mandioca são componentes importantes da cultura brasileira

Como é feito o processamento de mandioca  

A raiz da mandioca é utilizada para elaborar uma série de produtos amiláceos, farinhas e amidos, naturais ou modificados. A fração amilácea extraída proporciona a fécula, de consumo direto em alimentos, como biscoitos, bolos, pudins, molhos ou industrial, como alimentos processados, têxteis, papel, tintas e medicamentos.

Em uma segunda transformação, pode-se produzir polvilho azedo, um amido modificado por processo fotoquímico, com propriedades de expansão natural. Com polvilho azedo se prepara uma série de biscoitos, doces e salgados, e o popular pão de queijo. Outros produtos podem ser elaborados da fécula, por processos químicos e físicos. Além disso, a mandioca produz raspas, farinhas de raspas, "pellets" e álcool. Ainda, pode-se citar os produtos regionais, como o beiju, tapioca, carimã ou massa puba, tucupi e tacacá que demonstram como a mandioca é importante como base alimentar e como componente da cultura brasileira.

Alguns desses produtos são obtidos em fabricações caseiras, descontínuas, com pequeno aproveitamento. As indústrias no Brasil são de pequena e média capacidade, algumas com instalações muito bem cuidadas, outras mal instaladas, com o equipamento ampliado sem planejamento, mal dimensionado, mal distribuído e colocado em locais pouco arejados.

O curso "Processamento de Mandioca", elaborado pelo CPT - Centro de Produções Técnicas, apresenta a tecnologia de processamento de vários produtos de mandioca, que pode ser aplicada em pequena ou grande escala. A coordenação técnica deste trabalho ficou a cargo da doutora Marney Pascoli Cereda, professora titular da UNESP-Botucatu e pesquisadora do CERAT - Centro de Raízes e Amidos Tropicais.

http://www.youtube.com/watch?v=5BHCqmfZSUE

Tecnologia e Treinamento 23-03-2010 Processamento

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.