Projeto Refauna contribui com preservação de antas

Projeto Refauna contribui com preservação de antas. Amparadas pelo Projeto Refauna, cinco antas passaram a habitar uma reserva, em Cachoeiras de Macacu, no Rio de Janeiro.

Amparadas pelo Projeto Refauna, cinco antas passaram a habitar uma reserva, em Cachoeiras de Macacu, no Rio de Janeiro

Projeto Refauna contribui com preservação de antas

Já extintas em muitas regiões do país, as antas requerem proteção, principalmente por parte dos órgãos governamentais. Felizmente, há projetos que amparam esses animais, para evitar que sejam completamente exterminados. No Rio de Janeiro, em uma reserva em Cachoeiras de Macacu, alguns exemplares têm passado por um processo de adaptação. Com os nomes Flora, Valente e Júpiter, três antas, que sofriam sério risco de extinção, foram unidas a outras duas, Eva e Floquinho, já adaptadas à região.

Amparadas pelo Projeto Refauna, estas são as primeiras antas, que passaram a habitar a reserva após quase um século de extinção. Os cinco animais são continuamente monitorados, com o auxílio de coleiras de telemetria e armadilhas fotográficas. Segundo Maron Galliez, coordenador do Projeto Refauna, a reintrodução das antas ao novo habitat ocorreu por meio da técnica de soltura branda, ou soft release.

Trata-se de um método no qual os animais são submetidos a um período de aclimatação em um cercado na floresta. Eles recebem suplementação alimentar e, após um mês de adaptação, são soltos na natureza. Flora, Valente e Júpiter passaram pelo processo em junho. Na verdade, o Projeto Refauna tem o objetivo principal de transferir os animais criados em cativeiro para o habitat natural para que possam se reproduzir e garantir a manutenção da espécie.

Para viabilizar o projeto, são feitas parcerias com zoológicos e criadouros conservacionistas. Dessa forma, "construiremos um futuro renovável e firmaremos o compromisso com os objetivos do desenvolvimento sustentável, da Organização das Nações Unidas (ONU)", ressalta Júlio César Batista Nogueira, gerente de sustentabilidade e meio ambiente da Klabin.

As antas correm sério risco de extinção no Brasil. Elas são consideradas os jardineiros da natureza, por disseminarem sementes quando se alimentam de frutos. Essa característica as torna fundamentais para a preservação da biodiversidade. As antas são animais herbívoros, de porte relativamente grande, com peso de até 300 quilos, completa Pedro Chaves Camargo, médico veterinário do Parque Ecológico de Telemaco Borba.

Conheça o Curso a Distância CPT Criação Comercial de Paca em Livro+DVD e Online.

Confira os Cursos a Distância CPT, constituídos de Livro+DVD, e Cursos Online, da Área Animais Silvestres.

Fonte: revistagloborural.globo.com

Andréa Oliveira 03-09-2018 Animais Silvestres

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.