6 dicas de alimentação para tilápias

6 dicas de alimentação para tilápias. O piscicultor pode oferecer às tilápias rações fareladas, granuladas e extrusadas.

O piscicultor pode oferecer às tilápias rações fareladas, granuladas e extrusadas

6 dicas de alimentação para tilápias

O tipo de alimentação para tilápias pode variar conforme o sistema de cultivo. Segundo Manuel Vazquez Vidal Junior, professor do Curso a Distância CPT Criação de Tilápias, disponível nos formatos em Livro+DVD e Online, no cultivo intensivo, usa-se ração completa, pois os peixes não têm acesso ao alimento natural e a ração supre todas as suas necessidades alimentares. Já no cultivo semi-intensivo, usa-se a ração suplementar para suprir as deficiências da alimentação natural".

1.O piscicultor pode oferecer às tilápias rações fareladas, granuladas e extrusadas. No caso de larvas ou alevinos, a melhor ração é a farelada. Já para peixes maiores, o uso desse tipo de ração não é recomendado, pois pode haver desperdícios desnecessários.  

2.A ração granulada úmida - produzida dos resíduos da indústria de pescado, deve ser suplementada com vitaminas e armazenada em câmaras frias para que não sofra deterioração.  Por isso, ela é menos utilizada que a granulada seca - esta é de fácil armazenamento e simples administração aos peixes.  

3.Quanto à ração extrusada, esta possui a grande vantagem de flutuar, além de apresentar boa estabilidade na água. Embora seu custo seja maior em relação às outras rações, esse tipo de ração tem sido o preferido dos piscicultores.  Isso porque a quantidade oferecida e consumida pelos peixes pode ser melhor controlada - o que garante economia.

4.Independentemente do tipo de ração oferecido às tilápias, às vezes, pode haver redução no consumo pelos peixes por uma série de fatores. Portanto, é preciso ficar atento à troca do tamanho da ração. Pellets com 2 milímetros podem ser grandes para peixes com bocas pequenas - o fornecimento de ração deve considerar o tamanho dos peixes.

5.Outro fator que diminui o consumo de ração pelas tilápias é a mudança do fabricante. Muitas vezes, produtos de fabricantes diferentes podem apresentar ingredientes, sabores e aromas distintos. Como resultado, as tilápias rejeitam a ração.

6.Por fim, a queda na qualidade da água pode causar estresse e desconforto nos peixes, o que diminui o seu apetite. Por isso, sempre monitore a oxigenação e o pH da água dos tanques, além da temperatura e da limpeza dos viveiros. Certamente, as tilápias apresentarão um excelente desenvolvimento, pois terão uma boa nutrição.

Fontes: Revista Globo Rural e Cursos CPT.

Andréa Oliveira 01-11-2016 Piscicultura

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.