Construção de tanques para peixes

 Tanques podem, também, ser construídos de concreto, cimento amianto, fibra de vidro ou termoplásticos

 

Tanques: trata-se de um reservatório de pequenas dimensões feito na maioria da vezes de alvenaria, fibra de vidro e termoplástico. Conheça os tipos de tanques:

Tanques de terra: apresentam as condições mais próximas àquelas em que os peixes vivem em seu "habitat" natural. São construções menos onerosas, mas que, em contrapartida, necessitam de maiores cuidados de manutenção, em virtude dos constantes reparos que precisam ser feitos, especialmente se neles forem estocadas carpas e/ou tilápias. Esses tanques devem apresentar inclinação das paredes de 45º e as bordas devem ser gramadas para evitar desmoronamentos. São recomendados para o sistema semi-intensivo e intensivo.

Tanques de alvenaria: apresentam as paredes revestidas por tijolos, de preferência em espelho, podendo ou não serem revestidos por argamassa. O fundo deve ser de terra e as paredes podem apresentar uma inclinação de 30º. Não exigem muitos cuidados de manutenção, sendo, por isso, de maior durabilidade. São recomendados para sistemas superintensivos.

Outros tanques podem, também, ser construídos de concreto, cimento amianto, fibra de vidro ou termoplásticos. São, geralmente, destinados para a larvicultura, incluindo os de cultivo de organismos planctônicos.

Como é feito o abastecimento dos tanques

Os tanques devem ser abastecidos, de preferência por gravidade, através de canais naturais, ou de alvenaria, geralmente com fundo de concreto com 5cm de espessura. Esses canais devem ser praticamente horizontais, com secção retangular ou trapezoidal, com pequenos degraus que melhoram a oxigenação da água durante seu transporte. O canal de abastecimento pode, também, ser construído com tubos de "meia-cana" (de secção semicircular de concreto ou fibrocimento).

Caso a água seja originária de uma represa, ela deve ser aproveitada de um vertedouro de superfície, devendo, antes, passar por uma caixa de decantação e filtragem, a qual pode ser feita de diferentes maneiras. Dessa forma, evita-se a entrada de larvas e alevinos de espécies indesejáveis nos viveiros.

Saiba tudo a respeito de como criar peixes com o Curso Criação de Peixes, elaborado pelo CPT - Centro de Produções Técnicas.

Equipe de Redação 23-08-2012 Piscicultura

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.