Como criar tilápias em tanques-rede

Por apresentarem carne de sabor agradável, as tilápias possuem a maior demanda no mercado de peixes do país

Criação de tilápias em tanques-rede

Com facilidade de criação e lucratividade, a tilápia é o peixe que possui maior demanda no mercado, possui ciclo curto de produção e apresenta custo relativamente baixo. Essas características fazem com que o seu preço de mercado torne-se mais próximo ao poder aquisitivo da maioria da sociedade.

A produção de tilápias em tanque-rede poderá ser feita, basicamente, com duas espécies: a tailandesa e a vermelha. O processo de produção comercial dessas espécies é constituído de duas fases, que são a recria e a engorda.

A fase de recria, que dura, em média, dois meses, deverá ser feita em tanques de terra, onde os alevinos serão colocados logo que são recebidos. Após 60 dias de permanência nesses tanques, os filhotes deverão ser transferidos para os tanques-rede, quando passarão para a fase de engorda. Nessa fase, os peixes deverão permanecer por, aproximadamente, 120 dias, quando atingirão o ponto ideal de abate. Portanto, a duração de ciclo de produção da tilápia é de aproximadamente seis meses.

A recria das tilápias é feita em tanques de terra, principalmente, porque nessa fase elas precisam ser alimentadas não só com ração, mas também com plâncton, que contém substâncias nutricionais indispensáveis ao seu desenvolvimento.

O curso "Criação de Tilápias em Tanques-Rede", desenvolvido pelo CPT - Centro de Produções Técnicas, apresenta todas as informações necessárias ao piscicultor, para que esse possa implantar e conduzir o sistema de produção de forma adequada e eficiente. A coordenação técnica do trabalho ficou a cargo do médico veterinário José Eduardo Aracena Rasguido, especialista e consultor em piscicultura da EMATER - MG.

http://www.youtube.com/watch?v=h6kiN1vJtFM

Marconi Vieira 08-04-2010 Piscicultura

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.