Rãs: criação e instalação de ranário

Ranário

A criação de rãs tem como produto principal a carne, saudável e rica em proteínas, considerada uma iguaria fina e com demanda crescente no país. Dentre as muitas vantagens da criação, destacam-se a proliferaçao rápida e a boa adaptação ao clima quente e úmido de várias regiões do Brasil.

O ciclo de vida das rãs em um criatório é idêntico ao que ocorre na natureza. Cabe ao ranicultor oferecer as melhores condições, para que esses animais se desenvolvam em menor tempo possível, sem mortalidade e com menor consumo de alimento. Assim, ele deve oferecer instalações, alimento e manejo adequado, para atingir essa meta.

Um ranário deve possuir três setores distintos para promover satisfatoriamente o conforto animal nas três fases mais importantes de sua vida: a reprodução, a fase aquática (girinos) e a fase pós-metamorfose (recria). Esses setores possuem instalações específicas para cada etapa da vida, onde o plantel receberá manejo do tratador de forma a atender as exigências básicas de alimentação das rãs, além da higiene e do conforto térmico, para que elas se desenvolvam o mais rápido e com o menor custo possível.

 

Crianção de rãs

Setor de Reprodução
É composto de dois tipos de instalações:

Baia de mantença: onde os reprodutores são mantidos durante todo o ano.

Baia de acasalamento: para onde os animais são transferidos para que ocorra a reprodução, resultando nas desovas.

Setor de Girinos
Composto de tanques, para alojar os girinos durante toda a fase de crescimento, até ocorrer a metamorfose. Geralmente, utilizam-se tanques para cada etapa deste desenvolvimento:

Tanque de incubação dos ovos: pequenos aquários (caixas ou bandejas plásticas) para que ocorra o desenvolvimento embrionário até a fase de larva; podem ser utilizados quadros com tela de náilon para facilitar a contagem dos ovos e/ou embriões mortos, que ficam aderidos na tela, quando da liberação das larvas, no tanque de criação.

Tanque de crescimento e metamorfose: aquários de maior porte, para alojar girinos até a metamorfose. Alguns ranários utilizam um tanque especial, somente para o período da metamorfose, para facilitar o manejo.

Setor de Recria
Geralmente, utilizam-se dois tipos de baia:

Baia de recria inicial: para alojar rãs durante os primeiros 20 e 30 dias de vida dos animais, com peso médio de até 30/40g;

Baia para crescimento e terminação: para alojar animais até o momentode abate. Eles passam por um momento de crescimento acelerado até estabilizar a relação peso/comprimento do corpo. O peso médio de abate geralmente pode variar entre 200 e 400g, dependendo do interesse dos compradores.

Para implantação de novos ranários, o ranicultor deve procurar um técnico especialista, que dará o assessoramento adequado ao iniciante.

 

Por Lidiany Duarte


Lidiany Duarte 27-02-2015 Piscicultura

Deixe um Comentário

Comentários

Antonio Carlos Ribeiro da Rocha

28-05-2020

Olá,bem? Estou montando um ranário,e,preciso saber como alimentar rãs adultas.

Antonio Carlos Ribeiro da Rocha

20-12-2019

Olá, bem ? Gostaria de saber como fazer alimento para rãs adultas .grato 20.12.019

Resposta do Portal Tecnologia e Treinamento

04-03-2020

Olá Antônio Carlos!

Neste caso, o melhor a fazer é procurar a ajuda de um especialista, que vai poder te orientar melhor.

Caso tenha interesse na criação de rãs, possuímos o Curso Criação de Rãs - Novas Tecnologias. Para saber mais, é só acessar o link: https://bit.ly/2VGXUtg

Antonio Carlos R da Rocha

07-10-2019

Olá, tudo bem? Tenho quase tudo para início de produção, só falta, saber sobre a produção de alimentos para rã adulta. Que tipo de vegetal serve para tal?

Resposta do Portal Tecnologia e Treinamento

08-10-2019

Olá Antônio Carlos da Rocha,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site.

As rãs na fase adulto são animais carnívoros, que se alimentam de insetos, pequenos peixes, larvas, pequenos crustáceos, dentre outros animais. Sendo assim, o fornecimento de uma dieta vegetal não é a adequada para as rãs. O que pode ser feito é uma complementação da dieta, através do fornecimento de rações balanceadas.

Lembre-se que para ter sucesso com este tipo de criação animal, a realização de cursos de capacitação é fundamental. Em breve, uma das nossas consultoras entrará em contato com informações e esclarecimentos em relação ao melhor e mais completo curso sobre a criação de rãs.

Atenciosamente,
Victor Sampaio