Redações para vestibular e concursos devem ser claras, coerentes e objetivas

A escolha do tipo de linguagem a ser utilizada faz parte do planejamento de um texto

Curso Redação para Vestibular e Concurso - Tipos de Linguagem

Ao escrever uma redação para concursos e vestibulares, muitas pessoas têm dúvida ao escolher o tipo de linguagem a ser usada. Numa ocasião como essa, devemos usar uma linguagem coloquial? Ou utilizar palavras mais formais?

Antes de tudo, precisamos observar que usamos a língua muito mais para falar do que para escrever, porém, cada vez mais, aumenta a nossa necessidade de usá-la na forma escrita. Isso fez com que a importância de saber escrever bem crescesse muito.

Segundo a professora Gamali Rodrigues Gomide, coordenadora técnica do curso Redação para Vestibular e Concurso, desenvolvido pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, “a língua falada difere muito da escrita, e ninguém pode escrever como fala, ou não será compreendido, pois, na fala, a linguagem é muito mais espontânea, livre e varia de uma região para outra, ganhando sotaques e expressões diferentes.”

Ao produzir um texto, o escritor poderá adotar dois tipos de linguagem: literária ou não-literária. Os textos produzidos na escola ou concursos são não-literários, ou seja, exigem uma linguagem denotativa. Já os textos literários não precisam seguir as regras gramaticais, eles têm um compromisso apenas com a arte e a estética.

Redações para vestibular e concursos devem ser claras, coerentes e objetivas. O escritor deve selecionar bem as palavras utilizadas e obedecer a um conjunto de regras e normas de regência, acentuação, concordância, pontuação, entre outras, além de ter que empregar corretamente as palavras de acordo com o significado da mensagem que será transmitida.

http://www.youtube.com/watch?v=0ie17PWK0lk

Marconi Vieira 07-01-2011 Concursos

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.