Cultivo de orquídeas - substrato, clima e luminosidade

Cultivo de orquídeas - substrato, clima e luminosidade. Para florescerem, as orquídeas necessitam de luz indireta o dia todo, além de um bom substrato para que suas raízes não ressequem.

Para florescerem, as orquídeas necessitam de luz indireta o dia todo, além de um bom substrato para que suas raízes não ressequem

Cultivo de orquídeas - substrato, clima e luminosidade

"As orquídeas são plantas que exigem locais para o plantio, com ventilação e bem iluminados, mas protegidos da luz direta do sol. Para florescerem, elas necessitam de luz o dia todo. Da mesma forma, é necessário que o substrato das orquídeas tenha certas condições especiais para evitar o ressecamento das raízes", afirma Waldyr Fochi Endsfeldz, professor do Curso a Distância CPT Cultivo de Orquídeas para Fins Comerciais ou Hobby, disponível nos formatos em Livro+DVD e Online.

A temperatura ideal para as orquídeas deve variar entre 18 e 25°C

Quando o cultivo de orquídeas é voltado para fins comerciais, elas requerem maiores cuidados com a temperatura. Esta deve variar entre 18 e 25°C - sem ultrapassar essa faixa. Caso contrário, o florescimento da planta será inibido, o que influi diretamente no padrão das flores e folhas. Em relação à umidade relativa do ar, ela deve permanecer entre 60 e 80% no interior da estufa. Na verdade, o ambiente interno deve ser continuamente monitorado para que as flores se desenvolvam belas e viçosas.

Para impedir o vento na estufa, basta obstruir sua lateral com plástico translúcido

Além disso, deve ser impedida a entrada de vento forte dentro da estufa. Basta obstruir a lateral com plástico translúcido ou utilizar quebra-ventos naturais, como bambus, ao lado da estufa. Outro cuidado essencial é interromper a adubação das orquídeas e não realizar podas durante o inverno. As regas devem ser feitas uma vez por semana, pela manhã, e somente o substrato deve ser regado.

O controle da luminosidade é responsável pelo vigor e pela beleza das orquídeas  

Quanto à luminosidade, ela deve ser monitorada para não ser excessiva nem escassa. Luz intensa endurece os brotos e interrompe o crescimento dos pseudobulbos. Já as folhas ficam amareladas até morrerem. Por outro lado, a falta de luz impede a floração das orquídeas, além de debilitar o tecido dos pseudobulbos e das folhas. Portanto, o controle da luminosidade é responsável pelo vigor e pela beleza das orquídeas.

O fornecimento de luz deve considerar o tipo de orquídea cultivado

É importante lembrar que o fornecimento de luz deve considerar o tipo de orquídea cultivado. Algumas orquídeas são cultivadas com bastante luminosidade (tela com 20 a 30 % de sombra); outras, a meia sombra (tela com 50% de sombra) e algumas preferem sombras (tela com 70% de sombra). Para criar um ambiente propício para as várias espécies de orquídea, recomenda-se a instalação de sombrites na estufa.

Para o bom arejamento das raízes da orquídea, o xaxim desfibrado é um excelente substrato

A casca de pinus é um excelente substrato para as orquídeas, mas ela não pode ser utilizada isoladamente. Caso contrário, as raízes da orquídea secam por falta de água. O ideal é adicionar esfagno, que retém melhor a umidade. A proporção recomendada é de 50% (casca de pinus) para 50% (esfagno). Para garantir bom arejamento para as raízes, recomenda-se o uso de xaxim desfibrado, um dos substratos preferidos dos orquidófilos.

Fontes: Globo Rural e Cursos CPT.

Andréa Oliveira 16-02-2017 Floricultura

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.