Rejeição de cordeiros gêmeos ou trigêmeos pela mãe

Rejeição de cordeiros gêmeos ou trigêmeos pela mãe. Nesse caso, o recém-nascido rejeitado deve ser adotado por outra ovelha - em especial, a que perdeu recentemente sua cria.

Em partos duplos ou triplos, geralmente, o último cordeiro não é reconhecido pela mãe, que o rejeita

Rejeição de cordeiros gêmeos ou trigêmeos pela mãe

"O bom manejo reprodutivo dos ovinos é essencial para o sucesso do ovinocultor. Dessa forma, além de garantir a boa saúde dos animais, o criador de ovinos consegue identificar possíveis problemas e, assim, adotar as medidas necessárias com maior assertividade e rapidez", afirma Edson Ramos de Siqueira, professor do Curso a Distância CPT Técnicas para Produzir Mais Cordeiros em Livro+DVD e Online.

Quando a ovelha acabou de parir, assim que reconhece a cria, começa a lambê-la freneticamente. Naturalmente, o cordeiro recém-nascido procura os tetos da mãe, o que acontece em até duas horas após o nascimento. Ele reconhece a mãe somente pela vocalização; já a ovelha adulta (recém-parida) reconhece o filhote pelo cheiro, pela visão e pela vocalização.

Um problema bastante comum na criação de ovinos é quando a mãe rejeita cordeiros gêmeos ou trigêmeos. Geralmente, o último cordeiro não é reconhecido pela mãe, que o rejeita. Nesse caso, o recém-nascido rejeitado deve ser adotado por outra ovelha - em especial, a que perdeu recentemente sua cria. Entretanto, trata-se de um manejo que requer muita dedicação do ovinocultor, para gerar bons resultados.

É muito importante que o cordeiro rejeitado amamente o quanto antes, para crescer com vigor. Para que a ovelha o adote, é preciso fazer o uso de colar elisabetano (tamanho 30). O método não permite que a ovelha visualize o animal adotado nem sinta seu cheiro. Entretanto, é essencial que o ovinocultor acompanhe o processo nos primeiros três dias. Passado esse tempo, se a ovelha aceitou o cordeiro, a técnica foi bem-sucedida.

Conheça os Cursos a Distância CPT, constituídos de Livro+DVD, e Cursos Online, da Área Criação de Ovinos.

Fonte: gauchazh.clicrbs.com.br

Andréa Oliveira 29-06-2018

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.