Uma boa escola infantil é aquela que usa a brincadeira como recurso pedagógico

A ação de brincar e o interesse das crianças evoluem conforme a faixa etária, desenvolvimento sócio-afetivo e hábitos culturais

Curso de confecção de brinquedos pedagógicos

A partir do momento que engatinha, o bebê aumenta seu campo de atuação ainda mais, evoluindo, até conseguir andar e explorar o mundo sozinho. À medida que cresce, portanto, suas atividades tornam-se cada vez mais especializadas e complexas. A ação de brincar e o interesse evoluem conforme sua faixa etária, seu desenvolvimento sócio-afetivo e seus hábitos culturais.

Uma criança consegue brincar ainda que não possua brinquedos. Entretanto, afirma a professora Luciana Fiel, coordenadora técnica do curso Confecção de Brinquedos Pedagógicos com Sucata e Dobradura, elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, “uma vez que se pensa em dar um brinquedo a uma criança, é importante que ele seja adequado à sua idade e ao seu desenvolvimento”.

É preciso que a criança tenha liberdade para brincar da forma que achar melhor. Os pais devem proporcionar espaços destinados à brincadeira, passando para ela, nesses momentos, as noções de limite. Por exemplo, cozinha e banheiro não são lugares de brincar. Em vez de falar não para a criança, nesses momentos, é importante que os pais e educadores mostrem opções do que se pode fazer, como por exemplo, indicar outros locais para brincar.

Enquanto a criança não ingressou na escola, deve brincar o máximo que puder, depois, é conveniente estipular horários, de modo a conciliar o tempo dedicado aos brinquedos com as tarefas escolares. Ainda assim, devemos lembrar que, uma boa escola infantil é aquela que usa a brincadeira e o brinquedo como recursos pedagógicos.

http://www.youtube.com/watch?v=ViY0oNBQhD0

Marconi Vieira 04-11-2010 Educação Infantil

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.