Aprenda a fazer porta retratos de papel

Com a brincadeira a criança aprende a exercitar suas habilidades

 

Brincar, educa e ajuda a criança a adquirir o conhecimento técnico do seu papel e dos valores que serão necessários na idade adulta. Como fonte de desenvolvimento, essa atividade contribui para a criatividade infantil, o crescimento intelectual, social e emocional.

Com a brincadeira, a criança aprende a exercitar suas habilidades, percebe coisas novas, repete sem parar o que gosta, explora e pesquisa o que há de novo ao seu redor. Para Luciana Fiel, coordenadora do Curso Confecção de Brinquedos Pedagógicos com Sucata e Dobradura, elaborado pelo CPT – Centro de Produções e Técnicas, crianças que brincam bastante serão adultos mais ajustados e preparados para a vida.

É brincando que se descobre como enfrentar situações de medo, dor, angústia, alegria ou ansiedade. É preciso que a criança tenha liberdade para brincar da forma que achar melhor. Os pais devem proporcionar espaços destinados a brincadeira da criança, passando para ela, nesses momentos, as noções de limite.

As dobraduras são bons exemplos de brincadeiras construtivas que desenvolverão o conhecimento técnico das crianças. Para a confecção do porta retratos de papel serão necessários os seguintes materiais: Material usado:

Papel cartão colorido, alguns enfeites e uma fotografia, que pode ser da própria criança, ou da família dela. O importante é que a criança tenha liberdade para escolher aquilo que vai ser produzido, o que vai estimular a sua criatividade.

Confecção:

Recorte um pedaço de papel cartão na forma retangular. A seguir, dobre - o ao meio e, logo depois, faça uma dobra menor em cada ponta do papel cartão. Assim que as dobras estiverem prontas, cole, em um dos lados, a fotografia escolhida pela criança. Com círculos de borracha EVA coloridos, colados nas laterais, é possível decorar o porta retratos. A criança deverá ser estimulada a improvisar a partir das técnicas assimiladas, para recriar a situação aprendida. O professor deverá dar especial atenção às crianças que tiverem mais dificuldades, criando tipos de dobradura adequados para elas.

Equipe de Redação 22-08-2011 Educação Infantil

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.