Como produzir brotos comestíveis

 

A produção de brotos é lucrativa e supre deficiências nutricionais

Técnicas para produção de brotos comestíveis  

Os brotos são alimentos altamente nutritivos, em cuja produção não se utiliza nenhum tipo de adubo ou de defensivo. Por isso, são produtos totalmente naturais, que utilizam apenas as reservas armazenadas nas sementes para germinarem e alcançarem o tamanho necessário para serem consumidos.

As diversas fontes de vitaminas, minerais ácidos, aminoácidos, enzimas e demais substâncias presentes nos brotos, lhes dão a qualidade de serem muito nutritivos. Isso faz com que, estando presentes na alimentação, supram eventuais deficiências nutricionais.

A aceitação de produtos naturais, livres de fertilizantes e agrotóxicos, tem crescido muito no mundo todo. O que se percebe é que, a cada ano, aumenta, de forma significativa, o número de consumidores desses tipos de produtos, requerendo, assim, uma maior produção. E a produção de brotos para a alimentação humana se enquadra perfeitamente dentro dessa nova mentalidade.

Os brotos mais comercializados são os de feijão moyashi, também conhecido como feijão mungo-verde; seguido pelos de alfafa; de trevo; e de rabanete. Entretanto, outras espécies também podem ser utilizadas, como por exemplo, o brócolis, o repolho, e outros. Independente da espécie, a produção de brotos pode se tornar uma atividade bastante atraente e lucrativa, podendo ser produzidos, inclusive, no meio urbano.

O curso "Produção de Brotos Comestíveis", elaborado pelo CPT - Centro de Produções Técnicas, apresenta métodos de produção e comercialização destes nutritivos alimentos, que vêm ganhando mercado e se tornando uma excelente alternativa de renda. A coordenação técnica deste trabalho ficou a cargo do pesquisador da EMBRAPA/EPAMIG Rogério Faria Vieira, doutor em fitotecnia, que contou com a participação especial do engenheiro agrônomo Ademir Maçanori Honda, especialista em produção de brotos.

http://www.youtube.com/watch?v=cxhiM5dSHXk

Tecnologia e Treinamento 23-03-2010 Processamento

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.