Top 6 principais pragas do melão

Para que o meloeiro cresça com vigor, torna-se necessário o manejo preventivo contra as principais pragas

Top 6 principais pragas do melão

“Para que o meloeiro (Cucumis melo) cresça com vigor e produza melões de qualidade, torna-se necessário o manejo preventivo contra as principais pragas que atacam a frutífera. O monitoramento contínuo do pomar permite ao produtor de melão tomar decisões mais assertivas e seguras para evitar grandes infestações”, afirmam os especialistas da FRUPEX e professores do Curso CPT Produção de Melão.

O melhor contra-ataque às pragas do meloeiro é indiscutivelmente a prevenção. Entretanto, quando a frutífera já está infestada, são recomendados formas de controle específicas conforme o avanço do ataque. No controle químico, os defensivos agrícolas devem ser prescritos por engenheiro agrônomo, assim como as orientações sobre a aplicação e o uso de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual).

Confira abaixo o top 6 principais pragas do melão:

1. Mosca-das-frutas


A mosca-das-frutas ataca as mais diversas espécies de frutíferas e o meloeiro não podia ficar de fora. Quando a infestação chega ao estágio avançado, na fruticultura, as perdas econômicas são gigantescas. Até mesmo a fiscalização dos melões nacionais é realizada, antes da exportação dos frutos, já que muitos países adotam esse critério. O controle químico com os defensivos, como Diazinon, apresenta bons resultados.

2. Larva minadora


A larva minadora concentra o ataque, no limbo das folhas, onde forma galerias. Após a destruição das folhas, elas caem do meloeiro. Acima de qualquer outra medida, a prevenção continua como grande aliada do produtor no controle dessa praga. Um plantio menos denso, com maior espaçamento entre plantas, e um bom planejamento de irrigação impedem o ataque. Mas em caso de infestação, deve-se aplicar Permethrin.

3. Vaquinhas


A infestação de vaquinhas no meloeiro pode dizimar todas as frutíferas do pomar. Com isso, os prejuízos econômicos são catastróficos, o que coloca a perder todo o investimento feito pelo produtor de melões. O ataque da praga se concentra nas folhas e pode se estender, ao longo do ciclo da frutífera, principalmente na semeadura e na floração. Nesse caso, o controle pode ser realizado com Carbaryl.

4. Ácaros


O ataque de ácaros em meloeiros ocorre por diversos fatores, que favorecem o desenvolvimento e a multiplicação da praga no pomar. Temperaturas elevadas, umidade relativa do ar muito baixa e manejo cultural inadequado são bons exemplos de condições favoráveis ao ataque da praga. No ato de identificação da praga, é importante aplicar enxofre nos meloeiros.

5. Pulgões


Os pulgões escolhem meloeiros, em estágio de brotação, para o ataque. Os primeiros sinais de infestação são folhas amareladas desformes. Como resultado, a produção de melão é impactada negativamente, o que gera sérios prejuízos ao fruticultor. Normalmente, o controle biológico alcança resultados satisfatórios. Ele pode ser feito com inimigos naturais dos pulgões, como besouros. Mas o controle químico com Malathion apresenta ação mais rápida.

6. Brocas


As brocas concentram o ataque nas folhas, nas hastes e nos frutos do meloeiro, com danos econômicos imensuráveis ao fruticultor. Na fase adulta, a praga deposita ovos nos botões florais do meloeiro e nos melões novos. Assim que as larvas eclodem, elas penetram nos melões para se alimentarem da polpa. Em caso de ataque, recomenda-se o uso do defensivo Fenthion, pulverizado diretamente nas flores e nos frutos novos.

Conheça os Cursos CPT da Área Fruticultura.

Leia o artigo "Melão BRS Araguaia, mais doce e resistente a doenças."

Fonte: cpt.com.br

Por Andréa Oliveira.

Andréa Oliveira 20-11-2019 Fruticultura

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.